quarta-feira, 26 de setembro de 2007

"Parabéns a você!"


Parabéns meu amigo!

Que sua vida seja longa
Repleta de alegria
Com uma família extensa
E amigos de apoio e companhia.

Parabéns meu amigo!

Que os seus sonhos sejam realidades
E os seus sorrisos uma constante
Em cada hora do seu dia a dia
Na sua vida bem preenchida.

Parabéns meu amigo!

Desejo que os meus olhos o vejam sempre
Com muita saúde, sorte e amor
E continue a distribuir por todos
Muita simplicidade, bom carácter e rigor.

Parabéns meu amigo!

Tenha sempre esperança
A cada virar de esquina
Ou página da vida
E seja muito feliz!

Cantemos todos: “Parabéns a você”!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

sinto receio, medo e pavor



Sinto receio,

Da luz que emano e não se incide sobre o escuro
E do breu que enxergam os meus olhos no Inverno

Que uma palavra me fira como uma facada
E de uma frase que me destrua a alma

Sinto medo,

Que um mau-olhado venha dum suposto amigo
E sem saber, um inimigo durma comigo

Que o futuro não espere que eu o siga
Ao saber que o meu destino não tem rumo nem vida

Sinto pavor,

Que caia sobre mim uma névoa ruim
E sobre o horizonte uma guerra sem fim

De passar o inferno na terra
E de ser inocente e mesmo assim ser presa

Sinto receio, medo e pavor da miséria extrema!

Mark Knopfler and Phil Lynott

Desconhecia a música, o vídeo... mas adorei!

domingo, 23 de setembro de 2007

Escuto...




Escuto…

O canto da sereia ou do teu amor
Entre as praias desertas do meu ser
Que me inspiram a ir ao teu encontro
Mesmo debaixo dum sol que me queime o corpo

Escuto…

A paixão que sai do teu canto
Que promete retirar a minha alma do deserto
Desde que acredite no amor
E deixe que a vida pessoal floresça antes do alvor.

Agora escuto…

O meu caminhar mesmo ao lado do mar
Que me salpica o pensamento
E penso… que a felicidade me virá buscar
E que darei à vida um novo sentido.

sábado, 22 de setembro de 2007

Rasgo no meu céu



Rasgas o meu céu
Como se fosses relâmpago
Rasgas-me por dentro
No meu céu…
Ora translúcido
Ora opaco
Rasgas-me!

Lágrimas de chuva
Em temporal veneno
Levou-te o vento
Perdeste-te no infinito
Do meu céu ferido
E na intempérie dum sopro
Rasgo-te!

Lançamento do Livro "Versos Nus" do autor Tiago Nené, dia 29/Setembro em Lisboa


Houve alteração da hora e local da apresentação, em virtude do agendamento do jogo Benfica- Sporting para aquela hora.

Assim:

Apresentação pública de Versos Nus, em Lisboa, no dia 29 de Setembro:

16 horas

Magnolia Caffe - Praça de Londres

Metro mais próximo: Campo Pequeno - (linha amarela)

Tiago



Versos Nus no Onda Jazz

No próximo dia 29 de Setembro, pelas 16.00, no Magnolia Caffee (Praça de Londres), em Lisboa, vai ter lugar o lançamento do meu livro, Versos Nus.
A poesia deste livro está carregada de influências literárias estrangeiras, tais como Allen Ginsberg, Uberto Stabile ou Charles Bukowski.

Haverá posteriormente uma outra apresentação, na Fnac do Algarve Shopping, em data ainda por designar.

Tiago Nené

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

És músico e poeta



És a estrela maior
Acorde que cintila e enaltece
Estás no topo e no cume
És a finda noite que amanhece.

És a música que entra e não sai
Do meu coração feito clave de sol
Estou presa a ti e ao teu rock and roll
És country, blues e um pedaço de céu azul.

És como uma flauta mágica
Tiras os melhores sons duma guitarra
Tua voz canta e é acústica
Vives dedilhando um instrumento de corda.

És a rima duma perfeita copla
Um músico e um poeta!

domingo, 16 de setembro de 2007

Mark Knopfler Vs "Kill to get crimson"

Fizeste de mim o teu poema.


Olho fixamente para os teus olhos
Onde leio as nossas cumplicidades
São quadras e livres versos
São poemas só para amantes.

Escuto a tua voz de paixão e de poeta
E na loucura do desejo me desnudo
Recitas-me com o teu olhar a mais bela prosa
E ao teu viril estado me insinuo.

Fizeste de mim o teu poema
E eu fiz de ti o meu eterno amor
Somos a musa sedutora e o poeta.

Enquanto fores o meu criador
E fizeres de mim o teu poema
Serei a poesia no teu olhar dominador.

É apenas isso...


Vi-te num belo sonho
Onde tuas mãos esculpiram o meu corpo
E os teus beijos eram o mais doce barro
Que ocupariam qualquer coração oco.

Mas um sonho é apenas isso…

Hoje vejo-te num pesadelo
Onde tuas mãos destroem meu corpo esculpido
E os teus beijos são cubos de gelo
Que me queimam por fora e por dentro.

Mas um pesadelo é apenas isso…
Um convite ao nosso psíquico.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Frases que gostei e, de certo modo subscrevo:



Avril Lavigne:

"Se me odiarem são vocês os falhados, não eu"



Nicolau Breyner:

"Rezo todos os dias, mas nunca fiz promessas, nem farei, porque Deus não é subornável"



quarta-feira, 12 de setembro de 2007

O quadro da minha vida



Estou longe de ser arte ou ser artista
Mesmo quando pincelo a vida na tela
Estou perto de ser retratada por mim mesma
Dou a cara e a coroa a esta ideia.

Procuro a autenticidade nesta obra
O desenho que melhor me ilustra
Procuro pintar o quadro da minha vida
Um abstracto de rabiscos pálidos cor-de-rosa.

Onde irei expor este quadro?
Na minha sala ou no meu quarto?
Talvez venha a expô-lo no sótão das minhas memórias
Para depois findar a vida na cave das lamúrias.

Uma vida morre…
Para dar lugar a outra vida de cores garridas!

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Finalmente, uma ÓPTIMA notícia: Mark Knopfler vem a Portugal em 2008 (Lisboa, espero!).

(Foto retirada do site da RFM.
Foi em 14 de Outubro de 2002, que Mark Knopfler deu um mini concerto nesta estação de rádio e, eu estive lá! E foi um dia inesquecível! Um dia muitooooo FELIZ!!!)
VER AQUI


The European leg of the 2008 KTGC tour is set to include the following countries:

Austria/Belgium/Bulgaria/Croatia/CzechRepublic/Denmark/Finland/France/Germany/Greece/
Hungary/Holland/Italy/Luxembourg/Norway/Poland/Portuga/Russia/Serbia/Spain/Sweden/
Switzerland/Turkey/United Kingdom/Ireland

LINDO este simples poema!!!

Português Graphics
Português Graphics & Orkut Graphics

domingo, 2 de setembro de 2007

O meu triste fado


Adoro ouvir cantar um triste fado
Cantado com toda a alma portuguesa
Redescubro-me numa letra sofrida
E choro ao mesmo compasso que a música.

O cântico gemido duma guitarra
Acompanhado por uma voz cristalina
Dá melodia a um verso sobre Lisboa
E sai do meu estado d`alma uma feliz lágrima.

… É assim que eu sinto um triste fado
No meu coração apertado e talvez magoado
Pelo luto do meu velho xaile preto
Que pode vir a ser fado no palco do mundo.

É assim o meu triste fado!
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape NOTA: A maioria das fotos publicadas aqui, no meu blogue, não são da minha autoria.

NÃO ABANDONE!!!

NÃO ABANDONE!!!